Festa do S. André virou a madrugada

A cidade de Santo André, no Grande ABC, festejou, até a madrugada deste domingo, o vice-título do Santo André do Campeonato Paulista da Série A-2, que garantiu ao time o acesso à Série A-1, a primeira divisão. A conquista foi garantida após a vitória dramática sobre o Ituano, por 1 a 0, nos acréscimos e com um gol de pênalti, marcado por Adãozinho, aos 48 minutos do segundo tempo. Enquanto a torcida enfeitava a cidade de azul e branco, cores do clube, os jogadores do Santo André saíram em desfile num carro do Corpo de Bombeiros. Perto de 1500 torcedores acompanharam o desfile, que saiu do estádio e passou pelas principais ruas da cidade. Uma enorme caravana de carros promoveu um buzinaço, entre muitos fogos de artifício. Junto com o carro dos bombeiros, um caminhão de som acompanhava a passeata, tocando o hino do Ramalhão - como é chamado o time. Na festa da torcida, o que mais se ouvia eram gritos contra o arqui-rival, o São Caetano. Provocações sobre um futuro duelo entre os dois times do ABC paulista. Mas devido ao novo calendário do futebol brasileiro, este confronto que aconteceria no próximo ano, pode até não acontecer. A festa da torcida varou a madrugada. Para o técnico do Luiz Carlos Ferreira, muitas alegrias ainda virão: "O Santo André vai ser muito mais forte daqui pra frente", afirmou o vitorioso treinador, que pode comemorar duplamente. Ele também formou o time do Etti, campeão da Série A-2 sob o comando de Giba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.