Werther Santana/AE - 8/1/2010
Werther Santana/AE - 8/1/2010

Festejado, Giovanni diz que volta ao Santos por títulos

'Se o Santos conseguir um Paulista e uma Copa do Brasil, a gente vai marcar uma época', diz o meia

AE, Agencia Estado

13 de janeiro de 2010 | 13h04

Vice-campeão brasileiro pelo Santos em 1995 e um dos maiores ídolos da história do clube, o meia Giovanni foi apresentado nesta quarta-feira como novo reforço do clube para a temporada de 2010. Aos 37 anos de idade, ele se prepara para iniciar a sua terceira passagem pelo time.

Apresentado com pompa no salão de mármore da Vila Belmiro, Giovanni foi recebido com festa por um grande número de torcedores e vestiu a camisa 10, o número com o qual se consagrou em sua primeira jornada pelo time, sendo que a mesma agora conta com a inscrição "G10VANNI" no lugar do nome - o jogador é a grande arma de marketing do clube para alavancar as vendas.

A valorização de sua história como jogador e a recepção de gala, que surpreenderam Giovanni, fizeram o craque esbanjar otimismo na conquista de um título que não conseguiu obter em suas outras passagens pelo time.

"Até eu mesmo pra mim é uma grande surpresa. Realmente eu não esperava, mas Deus abriu essa porta pra mim e me deu essa chance de retornar. Vou fazer de tudo. Vou ter a chance de ganhar o título que eu não conquistei aqui", ressaltou Giovanni, que tem o inexpressivo Torneio de Verão de 1996 como única competição obtida com o clube.

"Se o Santos conseguir um Paulista e uma Copa do Brasil, a gente vai marcar uma época. Daqui a 20 anos as pessoas vão relembrar tudo aquilo que você fez", reforçou.

Além dos torcedores, mais de 20 crianças que foram batizadas com os nomes Giovanni e Giovanna, em homenagem ao ídolo, recepcionaram o meio-campista no evento de apresentação. "Fico muito feliz. Estou até sem palavras para descrever o que eu sinto. É muita emoção. Gostar de um atleta e ter o meu nome colocado nos filhos por estes pais que gostam de mim é muito gratificante. Fico feliz por ter conseguido marcar época no Santos. Isso é muito bom e, em 2010, mais uma vez a gente pode fazer isso de novo", garantiu.

Somando as duas passagens que teve pelo clube, entre 1994 e 1996 e entre junho de 2005 a janeiro de 2006, Giovanni disputou 132 partidas e marcou 72 gols pelo time.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCGiovanni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.