Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Festejado por corintianos em aeroporto, Carille exalta 'responsabilidade grande'

'Estou preparado junto com os atletas, diretoria e comissão para fazer um excelente ano', ressaltou o comandante

Rafael Franco, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2018 | 20h51

Depois de ter a sua chegada prevista para a sexta-feira, o técnico Fábio Carille só desembarcou no início da noite deste sábado no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (na Grande São Paulo), onde foi festejado por torcedores do Corinthians que o aguardavam no local após o treinador deixar o Al-Wehda, da Arábia Saudita, para reassumir o comando do time alvinegro.

Enquanto ouvia os torcedores cantarem o seu nome, Carille concedeu uma rápida entrevista coletiva aos jornalistas que o aguardavam no saguão de desembarque do aeroporto, onde falou sobre como será voltar a dirigir a equipe que ele conduziu ao bicampeonato paulista, com os títulos de 2017 e 2018, no mesmo período em que também faturou o Brasileirão de forma surpreendente no ano passado.

"A responsabilidade é grande. Sei do tamanho de tudo isso por tudo que aconteceu neste um ano e meio como técnico do Corinthians, mas estou preparado junto com os atletas, diretoria e comissão para fazer um excelente ano", afirmou o recém-contratado comandante alvinegro, confiante em reeditar o sucesso de sua passagem anterior pelo clube do Parque São Jorge.

Carille também disse que as manifestações dos torcedores nas redes sociais, apoiando o seu retorno, "mexeram muito" com ele, que na próxima semana já vai iniciar os seu trabalho no clube. "A expectativa ainda é muito cedo para falar, segunda-feira vou me reunir com a diretoria para traçar os planos do ano que vem", avisou, confirmando que aproveitará este domingo para descansar.

A apresentação oficial ao Corinthians, porém, só deverá acontecer em 3 de janeiro, quando todo o elenco voltará de férias. Ele ficou à frente por sete meses do Al-Wehda e trará quase toda a sua comissão técnica de volta ao time paulista. Estão confirmados o auxiliar Leandro Silva, o observador técnico Mauro da Silva, o preparador físico Walmir Cruz e o analista de desempenho Denis Luup. A exceção será o preparador de goleiros Mauri Lima por não ter boa relação com o presidente Andrés Sanchez.

Já ao ser questionado sobre a montagem do elenco para a próxima temporada, Carille destacou que as dificuldades financeiras enfrentadas pelo Corinthians não permitem sonhar com a contratação de grandes craques. "A gente tem que ser bastante realista com a situação do clube, de não buscar estrelas, mas de buscar jogadores que têm o perfil do Corinthians", ressaltou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.