FHC e Pelé se despedem de Didi

O presidente Fernando Henrique Cardoso e o ex-jogador Pelé lamentaram neste domingo a morte do bicampeão mundial Waldir Pereira, o Didi. Em nota oficial dilvulgada em São Paulo, FHC afirma que a morte do ex-jogador deixa o futebol brasileiro sem referência de jogadas elegantes e do toque sutil na arte de jogar. ?Didi representou também o conhecimento tático e o comando firme sobre os times que dirigiu. A este maestro rendemos nossas homenagens e a saudade de todo povo brasileiro?. O ex-jogador Pelé garantiu em uma entrevista em sua página na Internet que Didi ?era um atleta magistral? e relembrou momentos históricos, quando recebeu uma imporante ajuda de Didi no Mundial da Suécia, em 1958. ?Didi foi muito importante para mim em 1958. Eu cheguei ao Mundial com apenas 17 anos e ele me tratou como um irmão mais velho. Tínhamos um forte vínculo afetivo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.