Fidelidade a clubes volta à discussão

Jogar por amor ao clube, só vestir a camisa da equipe do coração ou negar a transferência para um time rival. Foi-se o tempo que esses valores ainda povoavam a mente dos jogadores de futebol. Porém, por mais que as leis do mundo dos negócios tenham ?contaminado? o universo da bola, algumas práticas antigas, vez ou outra, vêm à tona. E, com base na agitação do mercado nos últimos anos, observa-se que os clubes paulistas, nesse momento, contam com um grau de fidelidade maior de seus atletas se comparados aos cariocas.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.