Fifa abre processo disciplinar contra Cufré e Rodríguez

O Comitê Disciplinar da Fifa anunciou, neste domingo, que decidiu abrir processos contra os jogadores argentinos Leandro Cufré e Maxi Rodríguez, envolvidos nos incidentes que ocorreram ao final da partida entre Alemanha e Argentina, pelas quartas-de-final, na última sexta-feira.A investigação eximiu de responsabilidade os jogadores alemães, mas não os membros da comissão técnica - entre eles o ex-jogador Oliver Bierhoff, atualmente gerente-técnico da seleção, que foi o principal alvo das críticas dos argentinos, por razões ainda não totalmente esclarecidas.O árbitro da partida, o eslovaco Lubos Michel, mostrou cartão vermelho a Cufré, ao final do encontro, por causa de um chute no zagueiro alemão Per Mertesacker. E ao analisar imagens da confusão, a comissão decidiu abrir processo contra Maxi Rodríguez, que deu um soco, pelas costas, no meia alemão Bastian Schweinsteiger.Por outro lado, a Fifa informou que não encontrou evidências de que o meia alemão Torsten Frings teria agredido o atacante argentino Julio Cruz, como se divulgou em vários meios de comunicação. O porta-voz da entidade, Markus Siegler, disse que o procedimento tem caráter de urgência porque membros da delegação alemã, que continua no Mundial, estão envolvidos. O Comitê Disciplinar deverá divulgar o resultado das investigações antes da partida entre Alemanha e Itália, válida pela fase semifinal, marcada para a próxima terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.