Fifa absolve México após grito homofóbico de torcida

O técnico Miguel Herrera afirmou que a Federação Mexicana e a Liga Nacional irão se reunir para criar uma forma de banir esses atos

AE, Agência Estado

23 de junho de 2014 | 15h17

A Fifa informou nesta segunda-feira que não tomará medidas disciplinares contra a Federação Mexicana de Futebol em razão do grito da torcida do país que contém na letra insultos contra os homossexuais.

O coro "ooooo, puto" (a palavra, no México, faz referência aos gays), entoado por parte dos mexicanos no jogo contra Camarões, no último dia 13, não foi considerado uma conduta inapropriada. De acordo com a comissão disciplinar da Fifa, o grito "não é considerado um insulto neste contexto específico".

Durante o jogo, o grito das arquibancadas acompanhava sempre a cobrança de tiro de meta do goleiro camaronês. A situação já havia acontecido no encontro com o Brasil, quando a torcida brasileira repetia o coro quando o goleiro Guillermo Ochoa ia fazer as reposições de bola. Sobre o último caso, a Fifa também se comprometeu a apurar e, se necessário, aplicar punições.

O técnico da seleção mexicana, Miguel Herrera, minimizou a importância dos episódios. Ainda assim, no domingo ele afirmou que quando terminar o Mundial, a Federação Mexicana irá se reunir com a representantes da liga nacional para buscar uma forma de banir o canto das arquibancadas nos jogos do Campeonato Mexicano. "Não creio que nem a federação e nem a gente queira negociar com a torcida que veio para aproveitar a Copa do Mundo", ponderou.

A prática comum nas arquibancadas da primeira divisão mexicana se originou de partidas do Chivas de Guadalajara e acabou se popularizando em jogos da seleção em função de um confronto entre as seleções de México e Estados Unidos pelas eliminatórias olímpicas dos Jogos de Atenas/2004.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.