Mike Hutchings/Reuters
Mike Hutchings/Reuters

Fifa admite problemas com a bola da Copa e se reunirá com fabricante

Depois da competição, representantes do órgão vão se reunir para discutir reclamações

Agência Estado e Associated Press

26 de junho de 2010 | 10h01

JOHANNESBURGO - A Fifa enfim reconheceu que existe algum problema com a Jabulani, a bola da Copa do Mundo que foi muito criticada por jogadores de diversas seleções. Nenhuma ação será tomada, no entanto, até que a competição termine.

Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

"Não somos surdos. A Fifa não está sendo receptiva com o que tem sido dito sobre a bola", lamentou neste sábado, 26, Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa, em entrevista coletiva. "Há regras sobre tamanho e peso. Mas a bola precisava ser perfeita".

Depois da Copa do Mundo, Valcke prometeu se reunir com seleções, técnicos e jogadores para discutir os problemas da Jabulani. Também revelou que irá se encontrar com a Adidas, fabricante da bola.

Muitos jogadores, como o goleiro brasileiro Julio Cesar, disseram que a Jabulani parece uma bola de supermercado. Alegam que ela é imprevisível e voa pelo ar sem trajetória definida.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.