Fifa afirma que não vai se envolver no 'caso Tardelli'

A Fifa lava as mãos em relação à polêmica no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, a entidade deixou claro que não vai se envolver no assunto relacionado ao São Paulo e ao árbitro Wagner Tardelli. Para a entidade, a responsabilidade de encontrar uma solução é inteiramente da CBF. "A Fifa não irá intervir nesse caso. A responsabilidade é da CBF", declarou por meio da assessoria.Nos últimos anos, a Fifa vem alertando que o futebol estava "doente", ameaçado por questões como corrupção, compra de resultados, apostas e outros problemas. A entidade máxima do futebol mundial ameaçou tomar medidas duras. Mas, envolvida em escândalos de corrupção e contas nada transparentes, a Fifa amenizou seu projeto de atacar o problema.Três anos após anunciar que adotaria medidas, hesita em tomar uma posição firme e prefere apenas ameaçar federações consideradas menores, como a do Peru, Tanzânia, Polônia e outros. Mas evita qualquer envolvimento em grandes casos. Em 2006, por exemplo, Juventus, Fiorentina e Lazio foram rebaixadas à Série B do Campeonato Italiano por envolvimento no escândalo de corrupção e compra de resultados. Os times foram duramente penalizados, porém sem o envolvimento da Fifa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.