Fifa amplia punições por manipulação de resultados na Itália

A Fifa anunciou na quarta-feira que ampliou para nível mundial o afastamento de 70 jogadores e dirigentes da Itália por suspeita de envolvimento com manipulações de resultados no futebol. Quatro pessoas da Coreia do Sul também foram punidas.

Reuters

27 de fevereiro de 2013 | 18h29

Das 70 suspensões definidas pela Federação Italiana de Futebol, 11 são vitalícias. A Fifa disse que os atingidos tiveram "envolvimento direto ou omissão em relatar manipulação de resultados, apostas ilegais ou organização (formação de quadrilha) para atos de corrupção".

Nesta semana, a Fifa já havia anunciado que 58 jogadores e dirigentes do futebol chinês ficariam suspeitos mundialmente por causa de envolvimento com manipulações de resultados.

A entidade que controla o futebol mundial se mostra particularmente preocupada em reprimir a corrupção no futebol depois que a Europol (agência policial europeia) anunciou em 4 de fevereiro que 680 partidas estavam sob suspeita de terem sido manipuladas por uma quadrilha de Cingapura.

O futebol asiático foi atingido por um novo escândalo na quarta-feira, quando 24 jogadores do Líbano foram punidos devido à suspeita de manipulação em jogos internacionais e regionais.

(Por Toby Davis em Londres)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTFIFASUSPENSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.