Fifa apóia código mundial antidoping

O código mundial antidoping - a vigorar a partir de 2006 - está livre para ser aprovado amanhã na Conferência de Copenhague depois que a Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) confirmou hoje que aprovará o texto definitivo. A União Ciclista Internacional (UCI), que também se opunha ao código, acompanhou a decisão da Fifa. As duas entidades consideravam severa demais a pena mínima fixa de dois anos de suspensão para o primeiro caso positivo de doping de um atleta. Agora, a Fifa conseguiu apoio para flexibilizar as punições.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.