Fifa avisa que não vai punir jogadores da Alemanha

A Federação Alemã informou neste domingo que não há risco de suspensão ou qualquer tipo de punição aos jogadores da Alemanha, por causa do incidente verificado após o jogo contra a Argentina, pelas quartas-de-final, sexta-feira. Após a seleção anfitriã do Mundial vencer na cobrança de pênaltis, por 4 a 2, o jogador reserva argentino Leandro Cufré teria agredido o zagueiro Mertesacker, dando início ao tumulto. Cufré recebeu cartão vermelho e deve ser o primeiro a ser punido. O meia Maxi Rodriguez também foi citado na súmula do juiz eslovaco Lubos Michel - por ter supostamente batido no adversário Schweinsteiger. O atleta alemão mais ameaçado seria o meia Borowski, que, após converter a quarta penalidade para seu time, virou-se para os argentinos e fez um gesto para que eles ficassem quietos. O porta-voz da Fifa, Markus Siegler, declarou neste domingo que o Comitê Disciplinar da entidade está estudando as gravações do episódio e buscando mais provas para entender o que realmente aconteceu. ?Nenhum jogador alemão será punido. Mas vamos analisar a participação dos diretores das duas equipes?, afirmou. No meio do empurra-empurra, as câmeras de televisão flagraram o coordenador da equipe da Alemanha, Oliver Bierhoff. ?Eu só entrei para separar os atletas?, disse em sua defesa o ex-atacante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.