Fifa bloqueia e-mails de protestos da Coréia do Sul

A Fifa bloqueou a recepção de e-mails vindos da Coréia do Sul por causa do excesso de mensagens de protesto contra o árbitro argentino Horácio Elizondo, após a derrota da seleção coreana para a Suíça, por 2 a 0, que eliminou os asiáticos na primeira fase da Copa do Mundo.Os sul-coreanos culpam a arbitragem pelo resultado e reclamam de um pênalti não marcado ao seu favor, ainda no primeiro tempo, e de um impedimento no lance do segundo gol suíço, do atacante Alexander Frei. O lance foi invalidado pelo assistente, mas Elizondo confirmou o gol.Segundo o jornal coreano, Joong-Ang Daily, cerca de 4,2 milhões de torcedores enviaram mensagens para a Fifa. Ao diário, o presidente da entidade, Joseph Blatter, disse que "foi detectado um movimento organizado para atacar o site da Fifa. Então, decidimos bloquear estes e-mails, vindos principalmente da Coréia do Sul, para proteger os servidores."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.