Fifa cancela evento e evita encontro entre Blatter e Platini

Joseph Blatter e Michel Platini evitarão se encontrar na próxima sexta-feira, em meio a um escândalo de corrupção, após o cancelamento de um amistoso entre a Uefa e a Fifa. Blatter, o presidente da Fifa, iria viajar para a sede da Uefa, dirigida por Platini, em Nyon, para o encontro amistoso.

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2015 | 16h18

"Em uma decisão conjunta se decidiu adiar o encontro Uefa-Fifa 2015, que havia sido programado para a sexta-feira 2 de outubro, até um novo aviso", afirmou a Fifa à Associated Press, confirmando o cancelamento do evento.

A partida seria realizada uma semana depois da abertura de uma investigação criminal contra Blatter, que envolve um pagamento realizado a Platini em 2011.

Blatter é investigado como suspeito, enquanto que Platini está sendo tratado entre "testemunha e acusado", de acordo com o procurador-geral suíço Michael Lauber.

Além disso, a disputa entre Platini e Blatter, antigos aliados, se ampliou recentemente, quando a Uefa reclamou da Fifa sobre um documento que estava sendo distribuído supostamente para difamar o seu presidente, o que inclusive acabou provocando a queda da um funcionário da entidade máxima do futebol mundial.

Platini espera suceder Blatter ao ser escolhido o presidente na eleição da Fifa marcada para fevereiro. Para ser candidato, porém, terá que passar pela verificação de integridade da Fifa após 26 de outubro, prazo final para inscrição das candidaturas.

O atual presidente da Uefa foi questionado pelas autoridades suíças por um pagamento de 2 milhões de francos suíços (aproximadamente R$ 8,1 milhões) que recebeu da Fifa em 2011 por trabalhos realizados até 2002.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.