Fifa condena "cera" e muda o ranking

A Fifa não aguenta mais a catimba dos jogadores em campo. Nesta terça-feira, o Comitê Técnico da entidade decidiu dar ordens para que os árbitros tomem medidas mais duras contra aqueles que simularem contusões durante as partidas, para que a ?cera? não atrapalhe tanto o andamento dos jogos. Uma das propostas é de que os árbitros não hesitem em dar cartões amarelos aos jogadores que se comportarem dessa forma. A Fifa ainda sugere que um tempo extra seja acrescentado ao final das partidas para compensar por esse comportamento condenado pela entidade. Liderado pelo ex-jogador Michel Platini e pelo presidente da Federação Espanhola de Futebol, Ángel Maria Villar Llona, o Comitê Técnico da Fifa se diz "preocupado" com o aumento das incidências de atletas e equipes que usam supostas contusões como tática para interromper o ritmo do jogo ou simplesmente ganhar tempo. Mudanças - A Fifa também decidiu que irá rever o método do cálculo de seu ranking das seleções. O Brasil é o líder da classificação desde que conquistou o pentacampeonato em 2002, na Copa da Coréia/Japão.Propostas de como deverá ser o novo cálculo do ranking serão apresentadas nas próximas semanas pelos membros do Comitê Técnico da Fifa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.