Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Fifa confirma datas da Copa do Mundo da Rússia de 2018

Próxima Copa deve acontecer entre 14 de junho e 15 de julho. Por outro lado, as datas para o Mundial de 2022 não foram divulgadas

Estadão Conteúdo

19 de dezembro de 2014 | 15h00

A Fifa confirmou nesta sexta-feira, em reunião do seu Comitê Executivo, as datas da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Também anunciou o período da Copa das Confederações, a ser disputado no ano anterior, mas deixou em aberto as datas do polêmico Mundial de 2022, no Catar.

A próxima Copa será disputada entre 14 de junho e 15 de julho de 2018, durante o verão russo. Um ano antes, a Copa das Confederações vai reunir oito seleções entre 17 de junho e 2 de julho.

Para a preparação deste Mundial, a Fifa permitiu que as confederações da Ásia (AFC) e da América do Norte e Caribe (Concacaf) iniciem a disputa das Eliminatórias antes mesmo do sorteio. Assim, os primeiros jogos serão realizados em março de 2015, antes do sorteio, marcado para 25 de julho, em St. Petersburg.

A entidade aprovou também um bônus no valor de US$ 300 mil para cada seleção que se classificar para a Copa. A contribuição servirá para cobrir parte dos custos dos times durante as Eliminatórias.

Para o Mundial de 2022, as datas seguem em aberto. Tradicionalmente, a Copa é disputada entre os meses de junho, julho e agosto. No Catar, porém, estas datas coincidiriam com o poderoso calor do verão no Oriente Médio. Por essa razão, a escolha do país recebeu diversas críticas ao redor do globo, de jogadores a dirigentes.

Preocupada com o calor, a Fifa cogitou mudar a data do Mundial. O evento poderia ser antecipado para janeiro de 2022 ou adiado para dezembro do mesmo ano. Em ambas as datas, a Copa seria disputada no inverno local, com temperaturas mais amenas.

A decisão final sobre a data sairá na reunião da Força-Tarefa internacional, criada para debater o assunto, no dia 23 de fevereiro de 2015. A data escolhida ainda precisará ser aprovada pelo Comitê Executivo da Fifa na primeira reunião do próximo ano, em março.

TRABALHO IRREGULAR

A entidade também se manifestou sobre as denúncias de condições irregulares para trabalhadores que atuam na construções de estádios da Copa. E demonstrou apoio à criação de um órgão independente para avaliar a situação no Catar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.