Jon Hrusa/EFE
Jon Hrusa/EFE

Fifa confirma o uso da tecnologia da linha do gol na Copa do Mundo

A entidade vai receber propostas de empresas interessadas em utilizar seus sistemas na competição

AE, Agência Estado

19 de fevereiro de 2013 | 09h56

ZURIQUE - A Fifa anunciou nesta terça-feira que usará a tecnologia na linha do gol na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. A entidade explicou que vai receber propostas de empresas interessadas em utilizar seus sistemas na competição no próximo ano e também na Copa das Confederações, que será disputada no próximo mês de junho.

"Depois de uma implementação bem-sucedida de tecnologia na linha do gol (GLT, na sigla em inglês) no Mundial de Clubes no Japão, em dezembro de 2012, a Fifa decidiu usar o GLT na Copa das Confederações do Brasil de 2013 e na Copa do Mundo de 2014 no Brasil", anunciou a Fifa em comunicado oficial.

A decisão da entidade era esperada porque a International Board, responsável pela elaboração de regras no futebol, aprovou em julho de 2012 a utilização de sistemas tecnológicos na linha do gol em jogos oficiais após dois deles serem aprovados em uma série de testes.

O sistema Hawk-Eye, baseado no uso de câmeras, e o GoalRef, com sensores magnéticos, foram utilizados na última edição do Mundial de Clubes, realizado em dezembro de 2012 no Japão. A Fifa explicou que dois novos sistema tiveram seus testes concluídos e em breve poderão ser utilizados.

"Com tecnologias diferentes no mercado, a Fifa lançou uma concorrência hoje, que estabelece os requisitos técnicos para as duas competições que se avizinham no Brasil. Os dois fornecedores do GLT já licenciados no Programa de Qualidade da Fifa para GLT, e outros prestadores de GLT atualmente em processo de licenciamento (que deveriam ter passado todos os testes relevantes hoje) estão convidados a apresentar propostas", afirma a Fifa.

De acordo com a entidade, o sistema tecnológico na linha do gol que será utilizado na Copa das Confederações deverá ser definido nos primeiros dias de abril. "As empresas interessadas serão convidadas a participar de uma visita de inspeção às sedes da Copa das Confederações, atualmente prevista para meados de março, com uma decisão final devendo ser confirmado no início de abril", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.