Fifa confirma punições a 27 jogadores ligados com manipulação

Nove atletas são banidos em definitivo e outros por tempo limitado

Estadão Conteúdo

31 Março 2015 | 15h56

A Fifa confirmou nesta terça-feira as punições aplicadas por quatro federações a jogadores envolvidos em casos de manipulação de resultados. Com a decisão da entidade máxima do futebol, as suspensões a 27 jogadores da Suécia, Estônia, Letônia e República Checa passam a ter efeito mundial.

A maioria deles foi punida pela Associação de Futebol da Estônia. Ao todo, 21 atletas foram suspensos de todas as atividades relacionadas ao futebol por períodos diferentes. Nove foram banidos em definitivo. Os demais sofreram punições por tempo limitado, de dois a seis anos. Quatro atletas entraram com recurso, já negado pela entidade estoniana.

Na Letônia, foram dois jogadores e dois dirigentes suspensos de forma provisória. Eles também apelaram da decisão, sem sucesso. Em solo sueco, o sérvio Adnan Ajrovic levou gancho de dois anos por tentar interferir no resultado de um jogo da segunda divisão. Seu recurso também foi rejeitado pela Associação de Futebol da Suécia.

E, na República Checa, o jogador David Placák foi suspenso por cinco anos em relação a um caso de manipulação de 2013.

Mais conteúdo sobre:
futebol internacional futebol Fifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.