Fifa congela suspensão da Associação Iraquiana de Futebol

O jogo de classificação para a Copa doMundo a ser realizado entre o Iraque e a Austrália no próximofim de semana ocorrerá conforme o planejado depois de a Fifater aceitado congelar temporariamente a suspensão do paísárabe. A partida corria o risco de não acontecer depois de a Fifater anunciado, na segunda-feira, a suspensão do atual campeãoda Ásia em resposta à decisão do governo iraquiano de dissolverseu Comitê Olímpico Nacional. A entidade máxima do futebol, no entanto, concordou emrevogar a medida depois de o Iraque ter fornecido por escritogarantias de que não havia dissolvido a Associação Iraquiana deFutebol (IFA). A Fifa divulgou um comunicado na quinta-feira confirmandoter cancelado a punição a fim de que o jogo de classificaçãopara a Copa do Mundo com a Austrália, marcado para o domingo,possa ocorrer normalmente. Mas a entidade avisou os iraquianosde que a medida era apenas provisória e vigoraria somente sealgumas precondições fossem atendidas. O órgão internacional ressaltou que ainda há preocupaçõessobre as tentativas do governo iraquiano de controlar suasfederações nacionais e convocou delegações da Confederação deFutebol da Ásia (AFC) e da IFA para ir até Zurique debateressas questões. "Essa carta (enviada pelos iraquianos) representa um passopositivo. No entanto, ela não responde totalmente àspreocupações da Fifa a respeito das tentativas do governo decontrolar as federações iraquianas e o Comitê OlímpicoNacional", afirmou a Fifa em um comunicado. O presidente da AFC, Mohamed Bin Hammam, que liderou osesforços para suspender o Iraque como parte de sua posiçãocontrária às ingerências políticas na área esportiva, elogiou acarta enviada pelos iraquianos, mas disse que o país precisavavoltar atrás a respeito da dissolução de sua entidade olímpica. "Esse processo se completará apenas quando for cancelada asuspensão imposta ao Comitê Olímpico Nacional e a todas asentidades esportivas", disse. "Somente uma manobra do tipo pode fazer com que hajaconfiança novamente nas entidades esportivas do Iraque." Ali al-Dabbagh, porta-voz do governo iraquiano, elogiou adecisão mais recente da Fifa, que descreveu como sendo"correta". Dabbagh participa atualmente de uma conferênciainternacional sobre o Iraque realizada em Estocolmo. O porta-voz, no entanto, deu sinais de que o governoiraquiano não voltaria atrás em sua decisão de acabar com oComitê Olímpico Nacional do Iraque. "O Comitê Olímpico Nacional carece de legitimidade. Mas aAssociação Iraquiana de Futebol ficou fora da decisão dogabinete", disse. "Haverá eleições dentro de três meses a fim de que sejaescolhido um novo comitê olímpico. Mas a federação de futebolcontinua a funcionar normalmente", afirmou. (Reportagem adicional de Mariam Karouny em Estocolmo) (Reportagem de Julian Linden)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.