Edson Rodrigues/Secopa
Edson Rodrigues/Secopa

Fifa continua preocupada com atrasos nas obras dos estádios

Prioridade da entidade é garantir que o prazo de dezembro para a entrega dos estádios seja cumprida

Jamil Chade, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2013 | 00h07

GENEBRA - Numa estratégia desenhada para não causar polêmica, a Fifa optou por deixar de criticar em público a preparação do Brasil para a Copa de 2014. Mas, nos bastidores, não economiza puxões de orelha e deixa claro que está alarmada quanto à possibilidade de que nem os estádios sejam entregues dentro do prazo. A entidade já havia desistido de forçar o governo e os organizadores a entregar 100% das obras de infraestrutura. A Fifa também já havia admitido que não haveria hotéis para todos em algumas das cidades e que torcedores terão de chegar e deixar algumas sedes no mesmo dia dos jogos.

Agora, porém, a prioridade total é a de garantir que o prazo de dezembro para a entrega dos estádios seja cumprida, depois que essa data foi modificada em pelo menos cinco ocasiões. A Arena Pantanal está entre as que preocupam e a Fifa fez nesta semana duros alertas aos responsáveis. Mesmo as arenas usadas para a Copa das Confederações, a percepção é de que a infraestrutura em torno do local não avançou desde julho. Vitali Mukto, ministro dos Esportes da Rússia e membro do Comitê Executivo da Fifa, confirmou que a entidade estava "muito preocupada" com os estádios e que apresentou informe aos cartolas apontando "sérios problemas".

Tudo o que sabemos sobre:
Copa do MundofutebolFifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.