Fifa corta árbitro Carlos Eugênio Simon do Mundial

A Fifa anunciou nesta segunda-feira a relação de árbitros que continuarão atuando nos jogos da Copa do Mundo da África do Sul. O brasileiro Carlos Eugênio Simon, que perseguia o recorde de atuações no Mundial, foi cortado da lista.

AE, Agência Estado

05 de julho de 2010 | 19h31

"(Estou) Indo embora da África, mas muito feliz de ter feito um ótimo trabalho. Agora vou curtir as férias com a família", afirmou Simon em sua página no Twitter, após ser informado do seu corte.

O usbeque Ravshan Irmatov foi escolhido para apitar o primeiro jogo da semifinal, nesta terça-feira, entre Uruguai e Holanda. A outra semifinal, entre Espanha e Alemanha na quarta-feira, terá a arbitragem do húngaro Viktor Kassai.

Na África do Sul, Simon apitou duas partidas, ambas na primeira fase: Inglaterra x EUA e Alemanha x Gana. Com estas atuações, o brasileiro alcançou a marca de sete partidas em três edições da Copa do Mundo (2002, 2006 e 2010), ficando atrás apenas do árbitro francês Joel Quiniou, que foi árbitro em oito partidas em Mundiais.

Sem a presença de Simon, que deve se aposentar no final do ano, a América do Sul será representada nas semifinais pelo chileno Pablo Pozo Quinteros e pelo colombiano Oscar Ruiz. Os dois, porém, só terão chances de apitar a grande final se o Uruguai for eliminado pela Holanda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.