Fifa critica candidatura única do Brasil à Copa de 2014

Presidente da entidade defende fim de sistema rotativo de continentes para tornar negócio mais competitivo

BBC Brasil

12 de outubro de 2007 | 11h35

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, manifestou nesta sexta-feira seu desagrado com a candidatura única do Brasil à Copa do Mundo de 2014, sobre a qual a entidade terá de se pronunciar no fim deste mês."Não estamos em uma situação muito confortável na América do Sul. Temos apenas um candidato", disse Blatter em uma entrevista exclusiva à BBC.Ele defendeu que, em vez do atual esquema rotatório - em que os cinco continentes se revezam como sede a cada edição da Copa - países de qualquer parte do planeta possam se oferecer para acolher o maior evento mundial de futebol."Estou defendendo que abramos o mercado. É melhor ter três ou quatro confederações tentando conquistar a principal competição do mundo", ele declarou."A decisão da Fifa sobre a sede da Copa do Mundo de 2014 será anunciada no fim deste mês, na Suíça. Com a desistência da Argentina e da Colômbia, o Brasil é candidato único.O mundial seguinte poderia ser na Oceania ou em algum país da Concacaf, a confederação das Américas Central, do Norte e Caribe.Mas se a atual política da Fifa mudar até lá, a Inglaterra - que perdeu a disputa pelo mundial de 2006 para a Alemanha - deve entrar na briga por 2018.A próxima Copa do Mundo terá lugar na África do Sul em 2010.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010EliminatóriasFifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.