Fifa discute o Mundial de Clubes

Assunto é o que não faltará no encontro da alta cartolagem internacional. Um deles interessa ao Corinthians, vencedor da única edição do Mundial de Clubes, realizada em 2000. A Fifa discutirá se a segunda versão fica para 2005, mas seu futuro é incerto. A competição nasceu com polêmica e até agora não vingou. Depois da experiência com os jogos em São Paulo e no Rio, a Fifa e seus parceiros decidiram aprimorá-la em 2001, na Espanha. Houve até sorteio dos grupos ? e o representante do Brasil seria o Palmeiras. Meses depois da cerimônia, o Mundial foi cancelado, por falta de interesse de patrocinadores e por dificuldade de vender os direitos de transmissão por televisão. O presidente da Fifa, Joseph Blatter, na época admitiu que o Mundial seria transferido para 2003. Na seqüência, fixou 2005 como a nova data. Dessa forma, adiou a discussão de um tema que pode se transformar em um dos grandes ?micos? de sua administração. Ainda há resistência, principalmente dos europeus. Os principais clubes do continente alegam que o calendário está sobrecarregado e que esse Mundial é ?supérfluo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.