Arquivo/AE
Arquivo/AE

Fifa dispensa árbitros que erraram nas partidas de oitavas-de-final

Uruguaio Jorge Larrionda e o italiano Roberto Rossetti não continuarão na África do Sul

Efe

29 de junho de 2010 | 15h01

JOHANNESBURGO - O trio brasileiro comandado por Carlos Eugênio Simon foi selecionado pela Comissão de Árbitros da Fifa entre os 19 que seguirão na Copa do Mundo, enquanto o uruguaio Jorge Larrionda e o italiano Roberto Rossetti não continuarão na África do Sul.

Veja também:

linkTecnologia aplicada na arbitragem do tênis é testada no futebol 

linkFifa admite erros na Copa e estuda rever uso da tecnologia no futebol

linkErros colocam arbitragem sob pressão na fase final da Copa

linkKlose é a favor da tecnologia para ajudar arbitragem

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

Simon e seus auxiliares, Altemir Hausmann e Roberto Braatz, já participaram de duas partidas até agora e não comprometeram. A primeira foi o empate em 1 a 1 entre Inglaterra e Estados Unidos, e a segunda, a vitória da Alemanha por 1 a 0 sobre Gana.

 

Por outro lado, o trio comandado por Larrionda não validou gol marcado pelo meia inglês Frank Lampard, apesar de a bola ter ultrapassado a linha em aproximadamente 90 centímetros, na derrota da Inglaterra para a Alemanha.Já o trio italiano concedeu à Argentina, que bateu o México por 3 a 1, um gol em que o atacante Tévez estava impedido.

 

Os árbitros que seguirão na Copa, divididos por continentes, são os seguintes:

América do Sul

Héctor Baldassi (Argentina)

Pablo Pozo (Chile)

Oscar Ruiz (Colômbia)

CARLOS EUGÊNIO SIMON (BRASIL)

Europa

Olegário Benquerença (Portugal)

Frank De Bleeckere (Bélgica)

Viktor Kassai (Hungria)

Wolfgang Stark (Alemanha)

Alberto Undiano (Espanha)

Howard Webb (Inglaterra)

Oceania

Michael Hester (Nova Zelândia)

Concacaf

Benito Archundia (México)

Carlos Batres (Guatemala)

Marco Antonio Rodríguez (México)

África

Jerome Damon (África do Sul)

Eddy Maillet (Seychelles)

Ásia

Khalil Al-Ghamdi (Arábia Saudita)

Ravshan Irmatov (Uzbequistão)

Yuichi Nishimura (Japão)

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.