Arquivo/AE
Arquivo/AE

Fifa diz que Morumbi serviria apenas para a 1.ª fase da Copa

Secretário-geral da entidade máxima futebol afirma que não assina embaixo o projeto enviado pelo São Paulo

Jamil Chade - O Estado de S. Paulo,

21 de setembro de 2009 | 09h08

A Fifa declarou nesta segunda-feira em Zurique que os planos do São Paulo Futebol Clube para reformar o Estádio do Morumbi, na zona sul da capital paulista, para sediar a Copa do Mundo de 2014, não são suficientes.

Veja também:

linkPresidente do São Paulo rebate Fifa

A entidade destacou que um dos problemas principais é a falta de espaço nas arquibancadas. O Morumbi, mesmo reformado de acordo com o plano do clube, poderia sediar no máximo jogos da primeira fase do Mundial.

A Fifa estima que o estádio paulistano não tem condições de realizar, por exemplo, um jogo das semifinais, que exigiria um estádio com capacidade mínima de 65 mil pagantes. "Não assino embaixo o projeto do São Paulo", assinalou o secretário-geral da entidade máxima do futebol, Jerome Valcke.

POLÊMICA

No dia 8 de setembro, Valcke já havia afirmado que o Morumbi tem sérios problemas de estrutura, principalmente nas imediações. Ele chegou a cogitar a possibilidade de ser construído um novo estádio na capital paulista.

"Na recente visita que fizemos ao Brasil constatamos, por exemplo, que há um problema grave de espaço em São Paulo, sobretudo na área externa", disse o secretário na ocasião.

No mesmo dia, o São Paulo respondeu às críticas. "O São Paulo está absolutamente seguro de que o projeto apresentado em 4 de setembro atende sobremaneira todas as exigências oficialmente formuladas pela Fifa", destacou o clube em nota oficial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.