Anindito Mukherjee/Reuters
Anindito Mukherjee/Reuters

Fifa e Conmebol planejam homenagens a Pelé

Brasileiro recebeu há poucos anos uma Bola de Ouro simbólica da entidade

Jamil Chade, em Londres, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2017 | 15h14

A Fifa planeja usar seu evento de gala para homenagear Pelé, nesta segunda-feira. A cerimônia marcada para Londres ocorre no mesmo dia do aniversário do brasileiro e servirá para dar o troféu ao melhor jogador de 2017.

+ Leia mais notícias sobre futebol internacional

+ Conmebol recebe apoio da Europa para reconhecer intercontinentais de clubes

A ideia era a de trazer Pelé ao evento. Mas, por conta de sua saúde, até este domingo não havia uma confirmação se ele conseguiria viajar até o Reino Unido.

Nascido em 23 de outubro de 1940, o brasileiro ainda recebeu há poucos anos uma Bola de Ouro simbólica da Fifa. No período em que Pelé era jogador, o prêmio era dado apenas para o melhor atleta na Europa. No Santos, o brasileiro foi considerado como o melhor do mundo. Mas jamais recebeu o cobiçado troféu.

Não é apenas a Fifa que planeja homenagens ao ex-camisa dez. Ao Estado, o presidente da Conmebol, Alejandro Domingues, afirmou que já entrou em contato com o jogador para o dar o reconhecimento máximo da entidade sul-americana.

Até hoje, nem Pelé e nem Maradona receberam qualquer tipo de prêmios da Conmebol.

Dentro da entidade, é considerado como uma incoerência o fato de o ex-presidente Nicolas Leoz ter homenageado Adib Janete, médico que o operou, e não aos dois maiores jogadores da história.

Nesta segunda-feira, o evento da Fifa ainda contará com Ronaldo Fenômeno, Bebeto, Julio Baptista, Maradona, Ruud Gullit e outros.

Cristiano Ronaldo é o grande favorito para sair de Londres com um quinto título. Lionel Messi e Neymar estarão também no pódio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.