Fifa e Uefa fecham acordo de US$252 milhões com clubes

A Fifa e a Uefa aceitaram pagar cerca de252 milhões de dólares nos próximos seis anos como indenizaçãoaos times que tem jogadores cedidos para Copas do Mundo eEurocopas. O acordo envolve 110 milhões de dólares por parte da Fifa,entidade que comanda o futebol mundial, e 142 milhões da Uefa,que rege o esporte na Europa. Ele foi anunciado na segunda-feira após uma reunião com osclubes na sede da Uefa, na Suíça, como parte de um pacote deacordos destinado a acabar com vários anos de disputasjurídicas entre alguns dos principais clubes do mundo e asentidades. "Não há vencedor aqui exceto o futebol em si", disse opresidente da Uefa, Michel Platini, em entrevista coletivadepois da reunião. Além de receber compensações quando seus jogadores sãoconvocados, os clubes receberam garantias de que a Fifa e aUefa vão reduzir o número de partidas entre seleções nocalendário. Em troca, os 18 membros do chamado G14 vão dissolver esseclube, que dará lugar à Associação Européia de Clubes, com 103integrantes das 53 federações nacionais -- com ingressodeterminado apenas por resultados esportivos, sem privilégiospolíticos. A Fifa dará 40 milhões de dólares aos clubes pelaparticipação dos jogadores na Copa da África do Sul-2010 eoutros 70 milhões na Copa do Brasil-2014.

MARK LEDSOM, REUTERS

21 de janeiro de 2008 | 16h46

Tudo o que sabemos sobre:
FUTFIFAUEFA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.