Fifa e Uefa perdem briga para frear jogos de graça na TV

Uma decisão judicial tomada nesta quinta-feira definiu que os países da União Europeia poderão manter a transmissão de partidas da Copa do Mundo e de campeonatos europeus gratuitamente pela TV. A Fifa e a Uefa haviam tentado impedir que isso acontecesse, mas os argumentos apresentados pelas entidades foram negados.

AE-AP, Agência Estado

17 de fevereiro de 2011 | 11h08

Os dirigentes queriam vender direitos exclusivos da maioria das partidas às redes que apresentassem maiores ofertas, incluindo canais pagos, argumentando que os direitos de transmissão constituem grande parte de seus lucros.

No entanto, o Tribunal Geral da União Europeia afirmou que a Copa do Mundo e os campeonatos europeus são "eventos únicos" que não podem ser divididos em benefício de ninguém.

"Esta é uma ótima notícia para as pessoas que querem assistir importantes eventos esportivos na televisão, sem ter que pagar para isso", declarou o porta-voz da comissão da União Europeia, Jonathan Todd.

As entidades esportivas poderão apelar da decisão, mas apenas em pontos da lei, e não nos princípios do caso. A União Europeia tem o direito de designar que alguns eventos com importância social e cultural tenham seus direitos de transmissão vendidos apenas para redes de TV aberta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.