Reprodução/FIFA
Reprodução/FIFA

Fifa elege música da Copa do Mundo que Ricky Martin irá cantar

Vencedor é o artista norte-americano Elijah King, que terá a canção Vida, de sua autoria, cantada pelo astro internacional

Agência Estado

11 de fevereiro de 2014 | 09h13

ZURIQUE - A Fifa anunciou o vencedor do concurso SuperSong, que elegeu uma música que será interpretada por Ricky Martin em uma das trilhas sonoras da Copa do Mundo de 2014. Trata-se do artista norte-americano Elijah King, que terá a canção Vida, de sua autoria, cantada pelo astro internacional.

Revelada pela Fifa na noite desta segunda-feira, essa é a segunda música confirmada para ser incluída no álbum oficial do Mundial, depois de no mês passado a Fifa ter anunciado que os astros norte-americanos Pitbull e Jennifer Lopez e a brasileira Claudia Leitte gravarão a canção oficial da competição, chamada de "We Are One (Ole Ola)", que ainda será lançada mundialmente.

O SuperSong, lançado em conjunto com a Sony, convidou músicos e torcedores de todo mundo a enviarem vídeos com propostas de canções originais, sendo que a música eleita como vencedora foi escolhida por Ricky Martin e pela comissão julgadora do concurso após cinco faixas serem selecionadas como finalistas no fim de janeiro.

Ao confirmar o vencedor do concurso, a Fifa também anunciou que King viajará a Miami, nos Estados Unidos, para trabalhar com Ricky Martin e um produtor musical na versão final da canção Vida, que posteriormente será incluída no álbum oficial da Copa de 2014. Para completar, King terá um convite VIP para acompanhar a final do Mundial, no Brasil, para onde também poderá trazer um acompanhante."Gostaria de felicitar Elijah King pessoalmente, assim como os outros finalistas deste entusiasmante concurso", afirmou o diretor de marketing da FIFA, Thierry Weil, que depois enfatizou: "Cada artista criou uma canção única com seus talentos pessoais, mas que também expressa uma grande paixão pelo futebol. Ao desenvolver este concurso, a Sony está dando a compositores e artistas aspirantes uma oportunidade única, ao mesmo tempo em que contribui com novos sons ao ritmo da Copa do Mundo de 2014".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.