Noufal Ibrahim / EFE
Noufal Ibrahim / EFE

Fifa encerra suspensão de dois anos aplicada à federação do Kuwait

Punição por interferência governamental continua valendo em outros esportes

Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2017 | 13h50

A Fifa anunciou nesta quarta-feira o encerramento da suspensão de dois anos aplicada ao Kuwait. A seleção do país asiático estava impedida de atuar em partidas internacionais depois que a entidade mundial considerou que o governo nacional estava interferindo diretamente na federação kuwaitiana.

+ Valdivia chama Pizzi de 'traidor' por assumir Arábia: 'Nos deixou fora da Copa'

+ Após sorteio dos grupos, Copa tem 1,3 milhão de pedidos de ingressos em 24 horas

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, viajou ao Kuwait para averiguar as mudanças no futebol local e considerou que o governo deixou de interferir no futebol. "O parlamento do Kuwait adotou novas leis no esporte", explicou a entidade mundial em comunicado.

A suspensão havia sido imposta em outubro de 2015, o que fez com que o Kuwait ficasse impossibilitado de disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia. Por isso, o país também está fora da Copa da Ásia de 2019, que tem suas Eliminatórias ligadas às da Copa do Mundo.

Se o futebol do Kuwait foi liberado para voltar a disputar partidas internacionais, o país ainda enfrenta suspensões em outros esportes. Os kuwaitianos seguem suspensos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), motivo pelo qual os atletas de lá competiram na Olimpíada do Rio, em 2016, como um time independente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.