Fifa fará exame médico nos jogadores que disputarão a Copa

O chefe do departamento médico da Fifa, Júri Dvorak, anunciou nesta segunda-feira que todos os jogadores que forem inscritos para disputar o Mundial da Alemanha deverão passar por uma minuciosa revisão médica. Já os doze estádios que serão utilizados para a realização das partidas receberão desfibriladores, para serem utilizados em caso de emergência."Se trata de uma grande inovação. Somos a primeira grande confederação esportiva a tomar uma decisão desse porte", revelou Dvorak. A Fifa resolveu adotar essas medidas após a morte do jogador camaronês Vivien Foe, que faleceu dentro de campo, na partida contra a Colômbia, pelas semifinais da Copa das Confederações de 2003. Entretanto, Dvorak afirmou que a Fifa não impedirá nenhum atleta de participar do Mundial. "Isso é de responsabilidade das federações nacionais". Com relação ao doping, a entidade acertou com os médicos das 32 seleções que dois jogadores de cada equipe serão escolhidos ao final das partidas para realizarem o exame.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.