Fifa finalmente aprova projeto do Morumbi para 2014

Depois de meses de desentendimentos, a Fifa anunciou nesta sexta-feira que está finalmente satisfeita com os planos apresentados pelo São Paulo para a reforma do Morumbi para a Copa de 2014. Mas a entidade também fez um alerta: o desafio agora será o de traduzir o que está no papel para a realidade.

JAMIL CHADE, Agencia Estado

19 de março de 2010 | 17h04

A Fifa e o São Paulo mantiveram uma verdadeira batalha em torno do Morumbi. Os projetos entregues pelo clube à entidade eram considerados como insuficientes, a ponto de o secretário-geral da entidade, Jerome Valcke, chegar a dizer que o estádio só poderia receber jogos da primeira fase da Copa.

Mas, segundo a assessoria de imprensa da Fifa, um novo plano de reforma foi entregue há poucos dias. "As informações que recebemos agora são boas e o projeto atende às nossas exigências. Pelo menos no papel, estamos indo na direção certa finalmente", disse Valcke, nesta sexta-feira, na Suíça.

Valcke afirmou que não quer ser visto como um "carrasco" dos objetivos de São Paulo. "Não queremos um conflito entre a Fifa e São Paulo. Nosso objetivo obviamente não é ver São Paulo fora da Copa. Nossas exigências existem apenas para que um estádio fique bonito para a Copa. São critérios técnicos e de segurança que precisamos ver cumpridos para aprovar o projeto", explicou o dirigente.

O secretário-geral evitou dar detalhes sobre o que mudou entre um projeto e outro. "O São Paulo entendeu finalmente o que pedimos. Agora, o projeto está na linha que a Fifa propôs desde o início. O que recebemos é bom", contou Valcke. Ele, no entanto, não garantiu que o Morumbi receberá o jogo de abertura e uma das semifinais da Copa. "Isso vamos discutir depois."

Para Valcke, o desafio a partir de agora será o de garantir que o que está aprovado no papel seja transformado em realidade. "Precisamos garantir que não haja diferença entre o que está no papel e o que será feito", alertou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de 2014FifaMorumbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.