Yves Logghe/AP
Yves Logghe/AP

Fifa foge de polêmica com gols ilegais

Entidade diz que não faz comentários sobre as decisões dos árbitros em campo

Efe

27 de junho de 2010 | 22h25

JOHANNESBURGO - Questionada sobre os erros de arbitragem nas partidas deste domingo, 27, entre Alemanha e Inglaterra e Argentina e México, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, a Fifa informou por meio de nota oficial que "não faz comentários sobre as decisões dos árbitros em campo".

Veja também:

linkErros de arbitragem marcam classificação da Alemanha e Argentina

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

 

A reclamação do English Team no duelo contra os alemães se dá em relação a não marcação de um gol legítimo de Frank Lampard em chute no qual a bola bateu no travessão e ultrapassou a linha. Para o árbitro uruguaio Jorge Larrionda, no entanto, ela não teria entrado.

 

Já no duelo entre argentinos e mexicanos, o atacante Carlitos Tévez abriu o placar em posição de impedimento, mas teve seu gol validado por Roberto Rosetti.

 

O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, afirmou neste sábado, ao fazer um primeiro balanço do Mundial, que está sendo estudada a introdução de dois novos auxiliares para o árbitro principal, mas descartou a utilização de câmeras nas partidas.

 

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010Fifapolemicagolsimpedimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.