Fifa inspeciona candidatura australiana à Copa de 2022

Uma delegação da Fifa iniciou nesta segunda-feira uma visita de três dias na Austrália para inspecionar estádios e outras instalações da candidatura do país para a Copa do Mundo de 2022. A equipa de inspeção do órgão que dirige o futebol mundial inclui seis delegados e é liderada por Harold Mayne-Nicholls, presidente da Federação Chilena de Futebol. O grupo inclui Danny Jordaan, chefe do comitê organizador da Copa do Mundo da África do Sul.

AE-AP, Agência Estado

26 de julho de 2010 | 12h17

A Austrália, terceira parada da viagem por nove países que pretendem sediar as Copas do Mundo de 2018 e 2022, foi absolvida na semana passada pela Fifa de acusação de violar suas regras. A candidatura deu presentes caros para alguns delegados da entidade em maio de 2008, oito meses antes do começo da campanha oficial, mas a Fifa considerou que "não houve motivos para abrir um processo formal".

Nesta segunda-feira, a equipe da Fifa foi recebido com uma recepção tradicional de aborígines no pátio da uma casa de ópera de Sydney. "Para nós é um prazer estar aqui em seu lindo país e temos a certeza de que, durante essa estadia, vamos aprender muito

sobre o seu povo, sua candidatura e sua capacidade de realizar grandes eventos", disse Mayne-Nicholls.

Dez cidades anfitriãs australianas foram selecionados em seis estados e territórios. Novos estádios serão construídos em Perth, Camberra e Blacktown, no Oeste de Sydney, e outros nove devem se reformados se a candidatura for bem sucedida.

No final da visita de inspeção, a delegação apresentará um relatório para ajudar os 24 membros do comitê executivo da Fifa a selecionar as sedes das Copas do Mundo de 2018 e de 2022, que serão anunciada no dia 2 de dezembro, em Zurique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.