Fifa libera Ronaldinho para o PSG

A Fifa concedeu uma liberação provisória para Ronaldinho atuar pelo Paris Saint-German, da França, enquanto a pendenga jurídica sobre a indenização devida ao Grêmio não se resolve. A CBF já recebeu uma ordem para enviar à federação francesa o certificado de transferência internacional do jogador, que deve estrear neste sábado, diante do Auxerre, pelo Campeonato Francês. A decisão surpreendeu os dirigentes do clube gaúcho, pois na semana passada o mesmo pedido havia sido negado durante uma reunião de conciliação em Genebra, na Suíça. A última partida disputada pelo craque brasileiro ocorreu em 31 de janeiro, quando o Grêmio enfrentou o América-MG pela Copa do Brasil.Seu contrato com o tricolor encerrou-se em 15 de fevereiro, e ele buscou resguardo na Lei Pelé (que torna o passe do jogador livre depois de um primeiro contrato de cinco anos) para negociar diretamente com o PSG. Em represália, o clube gaúcho ingressou com uma ação na Justiça do Trabalho e obteve uma liminar impedindo Ronaldinho de jogar por qualquer outro time.Nesta terça-feira, a juíza Mara Loguércio liberou o jogador, mas estipulou uma indenização de US$ 11,8 milhões em favor do Grêmio. O clube gaúcho reivindicava US$ 27,2 milhões pela "formação" e "promoção" do jogador, mas o PSG aceita pagar no máximo US$ 5 milhões.Agora a comissão executiva da Fifa deverá se pronunciar sobre o valor da indenização a partir do exame das argumentações dos dois lados."Nunca nos opusemos a que o jogador jogasse, mas exigimos o pagamento de uma indenização pela sua formação e promoção", disse hoje o presidente do Grêmio, José Alberto Guerreiro. Segundo ele, a CBF está proibida de conceder a transferência enquanto a sentença da Justiça do Trabalho brasileira não transitar em julgado.Desde que deixou o Grêmio, Ronaldinho é tratado como traidor pela torcida tricolor. Afastado dos gramados e mantendo-se em forma apenas com treinos, o jogador também não foi mais convocado para a seleção brasileira. Sua estréia na França tem sido anunciada e adiada desde o final de abril. O primeiro jogo do PSG pelo Campeonato Francês ocorreu no sábado passado, contra o Lille, em Paris.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.