Olga Maltseva / AFP
Olga Maltseva / AFP

Fifa manda recado para Maradona: 'Espero que se comporte de forma respeitosa'

Ex-jogador deve estar presente na partida de amanhã, entre Argentina e França

Jamil Chade e Glauco de Pierri, enviados especiais / Moscou, O Estado de S.Paulo

29 Junho 2018 | 08h26

Centro das atenções em cada jogo que acompanha, Diego Maradona se transformou em uma saia-justa para a Fifa. O argentino faz parte de um programa da entidade que reúne lendas do futebol e tem como função ser uma espécie de embaixador da Fifa. A entidade, ainda que não fale em tomar medidas contra o ex-craque, mandou nesta sexta-feira um recado claro: todos precisam se comportar.

+ Mata-mata da Copa do Mundo terá duelo de campeões mundiais

+ Zagueiro exalta 'confiança reforçada' da Argentina após vitória sobre a Nigéria

+ Caballero mostra alívio por classificação da Argentina: 'Minha falha virou piada'

"Maradona é um dos maiores jogadores do mundo e faz parte desse programas de lendas", disse Colin Smith, diretor de Competições da Fifa. "Sabemos do que ocorreu e esperamos que todos os ex-jogadores, jogadores e torcedores se comportem de forma respeitosa", afirmou o representante da entidade máxima do futebol.

"Ter ele (Maradona) aqui faz parte de um cenário mais amplo e vemos como os torcedores ficam felizes quando esses ex-jogadores aparecerem em campo", ponderou.

 

Maradona, que não perde nenhum jogo da Argentina, fumou um charuto em pleno estádio, apesar de as regras da Fifa impedirem que se possa fumar nas arenas da Copa. O argentino ainda foi flagrado pelas câmeras oficiais fazendo gestos obscenos depois que sua seleção foi classificada para as oitavas de finais.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.