Fifa mantém a suspensão ao atacante da seleção de Gana

A Fifa confirmou nesta segunda-feira a suspensão ao atacante da seleção de Gana, Asamoah Gyan, que foi punido com um cartão amarelo por ter cobrado um pênalti na partida contra a República Checa antes do apito do juiz - o jogador alega ter ouvido um assobio da arquibancada.A Federação Ganesa de Futebol havia apresentado um recurso na Fifa, para tentar liberar o jogador, mas ele foi rejeitado pelos membros da entidade. O cartão amarelo foi o segundo de Gyan no Mundial. Dessa maneira, ele ficará de fora da partida contra os Estados Unidos - Gana precisa da vitória para garantir vaga às oitavas-de-final da Copa."Não vamos mais perder tempo com isso. Vamos nos concentrar apenas nos Estados Unidos", explicou Randy Abbey, presidente da federação. A partida contra os norte-americanos acontecerá na próxima quinta-feira, em Nuremberg.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.