Ronald Wittek/EFE
Ronald Wittek/EFE

Fifa multa funcionários da Alemanha que provocaram suecos após gol de Kroos

Membros organizacionais da delegação alemã recebem advertência e pagarão R$ 19 mil

Estadao Conteudo

26 Junho 2018 | 15h14

O Comitê Disciplinar da Fifa comunicou nesta terça-feira que puniu os membros da delegação da Alemanha Georg Behlau e Ulrich Voigt por violarem o artigo 57 da entidade, que diz respeito a comportamento antidesportivo. Ambos tomaram uma advertência e foram condenados a pagar, cada um, multa de 5 mil francos suíços (cerca de R$ 19 mil).

+ Técnico sul-coreano admite superioridade da Alemanha, mas crê em triunfo e vaga

+ Cahill atua por menos de 45 minutos e perde chance de marcar pela 4ª Copa seguida

+ Técnico da Suíça diz que comemorações polêmicas ficaram no passado: 'Só futebol'

Voigt, do departamento de comunicação da Federação Alemã de Futebol (DFB), e Georg Behlau, responsável pela logística da entidade, provocaram integrantes do banco da Suécia após gol da virada da Alemanha no jogo. Um chute de Toni Kroos aos 49 minutos do segundo tempo decretou vitória da seleção alemã por 2 a 1, no último sábado, em Sochi.

"A decisão do Comitê levou em consideração o fato de que os dois funcionários e a DFB se desculparam pelo incidente dentro de um intervalo de tempo apropriado e comunicaram que nenhum dos dois vai ao estádio desempenhar suas funções na próxima partida da Alemanha", escreveu a Fifa em comunicado nesta terça-feira.


A DFB já havia comunicado que Behlau e Voigt seriam suspensos da partida da Alemanha contra a Coreia do Sul, que vai acontecer às 11 horas (de Brasília) desta quarta-feira, em Kazan. A entidade considerou o comportamento da dupla "inadequado" e garantiu que eles pediram desculpas pelo ocorrido.


Além da punição aos funcionários da Alemanha, o Comitê da Fifa advertiu o membro da delegação da Suécia Jan Gustavsson pela reação dele à provocação sofrida no episódio, mas não aplicou multa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.