Fifa não punirá ninguém por mortes

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou que a entidade não irá punir o São Caetano pela morte do jogador Serginho, mas deixou claro que a responsabilidade pelo incidente é do clube e das federações locais. Blatter ainda disse que a morte de um jogador já é uma punição ao clube. "Isso já é uma punição suficiente. É uma punição de Deus ", afirmou o cartola.Conforme a Agência Estado já havia antecipado, a Fifa anunciou que prefere adotar uma campanha para educar clubes, federações e jogadores sobre os riscos à saúde dos atletas. O departamento médico da entidade irá solicitar as informações sobre a morte de Serginho, assim como sobre a morte do jogador brasileiro na Índia, Cristiano Lima Junior, para avaliar o que ocorreu de errado. Com a avaliação feita, a Fifa espera poder orientar federações por meio de uma campanha de informação sobre como devem se comportar diante do fenômeno das mortes de jogadores em campo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.