Fifa não quer candidaturas conjuntas para Copa de 2018

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta sexta-feira que a Fifa não aceitará candidaturas conjuntas para as Copas do Mundo de 2018 e 2022. A decisão das sedes será tomada em dezembro do ano que vem, e o prazo de encerramento para as inscrições vai até segunda-feira.A decisão, segundo ele, já havia sido tomada pelo Comitê Executivo da entidade. "A partir do momento em que já existem três ou quatro candidatos individuais, com condições de organizar o Mundial, estes terão prioridade e as candidaturas conjuntas não serão aceitas", afirmou o dirigente, que está em Assunção, no Paraguai, para o congresso da Conmebol.Portugal e Espanha já haviam entrado em acordo para apresentar uma candidatura conjunta, assim como Bélgica e Holanda, que dividiram a organização da Eurocopa de 2000. A única Copa do Mundo em dois países foi disputada em 2002, na Coreia do Sul e no Japão, e resultou de um acordo costurado pelo próprio Blatter, apos empate entre os dois países na votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.