Divulgação
Divulgação

Fifa nega permissão ao Barça para contratar substituto de Vermaelen

Ainda que clube tenha pedido que entidade abrisse exceção, Barcelona não pode contratar um novo zagueiro

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2014 | 15h36

A Fifa negou permissão ao Barcelona para contratar um novo zagueiro para a sequência da temporada. O clube alegou "situação excepcional", de acordo com regras da federação espanhola, para tentar neutralizar a punição sofrida no início do ano pela entidade máxima do futebol e contratar um substituto para o belga Thomas Vermaelen, machucado.

Mas a Fifa afirmou que não vai "abrir exceção" para a contratação de jogadores "fora do período oficial de registro". O clube catalão fez o pedido à entidade porque Vermaelen ficará afastado pelos próximos quatro meses após passar por cirurgia em músculo da perna direita.

A baixa do belga, que ainda não jogou uma partida oficial por causa de lesões, agravou ainda mais a situação do Barcelona, punido pela Fifa no início do ano. A entidade impôs suspensão de um ano para contratações como punição pelas irregularidades encontradas na transferência de jovens jogadores.

A pena, contudo, poderá ser revertida em decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS). O tribunal vai julgar o caso ainda neste mês e poderá facilitar a busca por reforços por parte do time espanhol.

O Barcelona pôde contratar Vermaelen no meio do ano, após a Copa do Mundo, porque obteve um recurso que deixava a punição em suspenso até a decisão final, no âmbito da CAS. O belga, contudo, ainda não pôde dar sua contribuição ao time por causa de uma série de problemas físicos. Ele foi contratado junto ao Arsenal a um custo de 19 milhões de euros.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolFifaFC Barcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.