Fifa pede que equipes européias liberem atletas para Pequim

Presidente Joseph Blatter acredita num 'denominador comum' para equipes não serem prejudicadas

Efe

08 de fevereiro de 2008 | 18h19

O presidente da Fifa, o suíço Joseph Blatter, pediu que as grandes equipes européias respondam positivamente às solicitações de liberação de jogadores que excedam o limite de idade (mais de 23 anos) e que sejam convocados para os Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim.A liberação para o torneio, que será realizado em Pequim e em outras quatro cidades chinesas entre 6 e 23 de agosto de 2008, não é obrigatória. Diante desta situação, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, considerou necessário apelar à solidariedade esportiva: "Sabemos que a liberação de jogadores que excedam o limite de idade não é obrigatória para esta competição, mas espero que possa ser encontrada uma solução".Blatter recomendou que a questão seja abordada com flexibilidade: "Apesar de este ser um assunto que compete aos clubes e às associações, este torneio não deixa de ser uma competição importante para os jogadores", afirmou.Já os representantes dos clubes europeus disseram que a disputa deste torneio, que não está contemplado no calendário internacional, representa um problema por coincidir com o início dos campeonatos nacionais na Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
FifaJoseph BlatterPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.