Fifa proíbe inscrição de Romário pelo Vasco até julho

A Fifa frustrou a primeira tentativa de o Vasco ter o atacante Romário na disputa do Campeonato Carioca. Como o artilheiro já atuou por dois clubes de países diferentes (Miami F.C. e Adelaide United) em um período iniciado no dia 1.º de julho de 2006, até o dia 30 de junho ele estaria impedido pelo regulamento da entidade máxima do futebol de defender uma terceira agremiação. ?A Fifa ainda não proibiu o Romário de atuar. Fizemos uma consulta e ela emitiu um parecer de que a Liga Americana é oficial?, explicou o vice-presidente Jurídico do Vasco, Paulo Reis. ?O advogado Marcos Motta, que nos representa neste caso, já voltou a se reunir na Fifa para expor outros motivos e conseguir a liberação do Romário.? O Vasco tentou provar que o Miami, onde Romário atuou de maio a outubro de 2006, pertence a uma liga não reconhecida pela Fifa. No entanto, não obteve sucesso porque a entidade legitimou a agremiação americana. De acordo com Reis, a decisão final sobre o caso sairá na próxima semana. Insatisfeito com os problemas enfrentados na Fifa, o vice-presidente Jurídico do Vasco ainda cobrou apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O dirigente acredita que a entidade tem o poder de influenciar as decisões da Fifa. ?O Romário merecia receber uma atenção especial da CBF por tudo o que fez. Ele classificou uma seleção para a Copa do Mundo e depois lhe deu um título sozinho?, frisou Reis, em referência ao Mundial de 1994, nos Estados Unidos, quando fez cinco gols e liderou a seleção na conquista do tetra. ?Mas a CBF só está preocupada em fazer amistosos caça-euros e em correr atrás de grandes patrocinadores. Nem quer saber de clubes e jogadores que lhe prestaram grandes serviços?, disparou. Reis contou que demonstrou a Romário qual será a nova linha de defesa para sua liberação na Fifa. O dirigente afirmou que o artilheiro se mostrou satisfeito e seguirá com os treinamentos em São Januário. O Vasco prepara uma grande festa para Romário, que tem por objetivo chegar ao milésimo gol. Para isso, nas contas do artilheiro, faltam 13 gols. Em Resende, no Sul Fluminense, onde o Vasco realiza a pré-temporada, o técnico Renato Gaúcho não escondeu o alívio com a decisão da Fifa, embora ela tenha sido negativa para o clube. Explicou que a ansiedade por uma resposta estava afetando a todos. ?Tivemos uma resposta negativa, mas acho que foi bom até para o Romário. É melhor assim do que ficar sem saber se vai jogar ou não.?, disse Renato. Texto atualizado às 18h23

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.