Fifa recebe recurso de Roberto Carlos

A Fifa já recebeu o recurso de Roberto Carlos contra a suspensão cautelar que recebeu na segunda-feira. O lateral-esquerdo brasileiro foi punido preventivamente por ter sido expulso no amistoso com Portugal, dia 29 de março, na cidade do Porto. Enquanto o caso não for julgado, ele fica afastado por tempo indeterminado dos jogos da seleção. A definição do caso ocorrerá ?o mais brevemente possível?, segundo garantiu Nicolas Maingot, porta-voz da entidade que comanda o futebol no mundo. Na análise inicial que fez do relatório do árbitro israelense Alon Yefet, a Comissão de Disciplina da Fifa chegou à conclusão de que foi intencional a ?peitada? de Roberto Carlos, a nove minutos do encerramento da partida. O incidente ocorreu depois que o juiz marcou falta de Rivaldo perto da área do Brasil. Roberto Carlos irritou-se, fez movimentos bruscos e bateu com o ombro no peito de Yefet. Na mesma hora, recebeu o cartão vermelho. Na seqüência do lance, Deco cobrou a falta e fez o gol da vitória por 2 a 1. O lateral campeão do mundo dias depois desculpou-se e procurou justificar o gesto, sob a alegação de que não pretendia agredir nem desmoralizar o árbitro. Ele confia em seu retrospecto disciplinar para receber pena branda, se não houver possibilidade de absolvição. A suspensão só vale para jogos pela seleção ? o que significa que está livre para atuar pelo Real Madrid.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.