Fifa rejeita recurso contra pena que tirou 4 pontos da Bolívia nas Eliminatórias

Empate contra o Chile e vitória sobre o Peru se tornaram derrotas da seleção boliviana

Estadao Conteudo

03 Fevereiro 2017 | 14h54

A Fifa anunciou nesta sexta-feira que rejeitou a ação da Federação Boliviana de Futebol contra a punição que provocou a retirada de quatro pontos da sua seleção nacional nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 por causa da escalação irregular de um jogador em duas partidas do torneio classificatório.

De acordo com a Fifa, o seu comitê de apelações decidiu confirmar que o empate por 0 a 0 com o Chile e a vitória por 2 a 0 sobre o Peru, ambos em setembro, se tornaram derrotas da seleção boliviana pelo placar padrão de 3 a 0 por causa da irregularidade.

Nessas duas partidas, a Bolívia utilizou Nelson Cabrera, que é paraguaio e se naturalizou boliviano. A Fifa avaliou, porém, que, de acordo com as suas regras, o zagueiro ainda não cumpria os requisitos necessários para atuar pela Bolívia como jogador naturalizado.

A Bolívia ocupa o nono lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas, disputada por dez seleções, com sete pontos. E mesmo que recupere os quatro pontos, seguirá nessa mesma posição e com chances remotas de classificação para o Mundial da Rússia.

De qualquer forma, a federação boliviana ainda pode recorrer da decisão à Corte Arbitral do Esporte, o que inclui a multa de 12 mil francos suíços (aproximadamente R$ 38 mil), valor que foi mantido pela comissão de apelações da Fifa.

Mais conteúdo sobre:
seleção boliviana futebol Fifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.