Fifa retira suspensão dada a Peru, Samoa e Kuwait

A Fifa retirou as suspensões dadas às associações nacionais do Peru, Samoa e Kuwait, informou o órgão que dirige o futebol mundial neste sábado. O Peru e o Kuwait haviam sido suspensos por interferências políticas nos países, enquanto Samoa foi punida por má administração em outubro. "Nós não somos a polícia, mas nós temos nossos estatutos e pedimos que eles sejam corretamente respeitados", disse o presidente Sepp Blatter, após reunião do comitê executivo da Fifa. "Foi possível aproximar no Peru as pessoas e os políticos. Nós esperamos que continue a funcionar", acrescentou. A suspensão do Peru havia aberto a possibilidade de que outros times da América Latina, incluindo equipes no Brasil, pudessem obter as três vagas que equipes peruanas possuem na Copa Libertadores. Com a solução da disputa entre governo e confederação peruana, por ora o país deverá retomar as vagas no principal torneio de clubes das Américas. Blatter alertou, entretanto, que a suspensão temporária do Kuwait poderá ser revertida durante o congresso da Fifa de junho, que acontecerá nas Bahamas, se interferências políticas não forem reduzidas. O país, que se classificou para a Copa de 1982, foi suspenso duas vezes nos últimos 15 meses. "Nós retiramos a suspensão ao Kuwait -- temporariamente", disse Blatter. "Se as leis no Kuwait não forem mudadas para dar autonomia às organizações de esportes, então isso irá ao congresso. Se o congresso decidir suspender o Kuwait, a decisão durará por pelo menos um ano." (Reportagem de Alastair Himmer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.