Fifa se desculpa por confusão e gafe política com Rússia e Ucrânia

Entidade comete erro político polêmico no lançamento da logomarca da Copa do Mundo de 2018 e pede desculpas pelo incidente

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2014 | 17h21

A Fifa se desculpou nesta quinta-feira pelo incidente diplomático da última terça-feira. No lançamento da logomarca da Copa do Mundo de 2018, a entidade máxima do futebol mostrou um mapa da Rússia considerando como parte do país a península da Crimeia, que reivindica a independência da Ucrânia para se tonar um estado russo.

O vídeo foi projetado na sede do tradicional Teatro Bolshoi, em Moscou, e causou críticas da comunidade internacional porque a Crimeia é alvo de intenso conflito político e armado. A Rússia anexou a localidade em março, contra ferrenha oposição do ocidente, que tem impostos seguidos boicotes por conta disso.

De acordo com a Fifa, o vídeo foi produzido pelo comitê organizado do Mundial de 2018, que contratou uma agência de publicidade local. Ainda segundo a entidade máxima do futebol, o vídeo já foi editado para remover a "pequena sequência em questão".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.