Fifa suspende o Iraque de competições internacionais

O futebol do Iraque poderá passar um anono deserto depois que a Fifa suspendeu o país de todas ascompetições internacionais, nesta segunda-feira, e emitiu umultimato a Bagdá. O conselho executivo da Fifa anunciou a punição comoresposta à decisão do governo iraquiano de dissolver o ComitêOlímpico Nacional e as federações esportivas do país,infringindo as regras da Fifa e do Comitê OlímpicoInternacional. O conselho vai recomendar ao Congresso da Fifa, que sereúne na sexta-feira em Sydney, que o Iraque seja suspenso detodas as competições por 12 meses, mas deixou a porta abertapara voltar atrás caso Bagdá reverta sua decisão até 11h (deBrasília) de quinta-feira. "O Comitê Executivo da Fifa decidiu suspender a AssociaçãoIraquiana de Futebol (IFA)... seguindo a decisão do governotomada em 20 de maio que dissolveu o Comitê Olímpico Iraquianoe todas as federações esportivas do país, incluindo a IFA",disse a Fifa em comunicado. "Entretanto, a suspensão anunciada hoje pode ser revogadase a Fifa receber até meia-noite de 29 de maio (horário deSydney) uma confirmação por escrito do governo iraquiano de queo decreto foi anulado." Aparentemente não há muitas chances para um acordo, após oministro de Esportes do Iraque, Jasem Mohammed Jaafar, ter ditoà Reuters que o governo não vai voltar atrás em sua decisão,apesar da ameaça de suspensão. "Respondemos a eles (Fifa) em uma carta formal que adecisão... não cobre as federações esportivas em que afederação de futebol está incluída", disse o ministro. "Se a Fifa insistir em impedir a participação do Iraque napróxima Copa do Mundo, o governo não vai voltar atrás de suadecisão... por uma partida de futebol", disse o ministro. A seleção iraquiana jogaria com a Austrália pelaseliminatórias asiáticas para o Mundial da África do Sul nodomingo, e novamente em Dubai na próxima semana. Se não puderdisputar essas partidas, a Austrália ganhará os pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.