Fifa suspende Rodrigo Paiva por agressão a jogador chileno

Diretor de comunicações da CBF é suspenso por um jogo da Copa do Mundo por confusão generalizada em partida contra o Chile

Jamil Chade - Enviado especial ao Rio de Janeiro, O Estado de S. Paulo

30 de junho de 2014 | 11h32

A Fifa suspende Rodrigo Paiva por um jogo pela briga que ocorreu no final do primeiro tempo entre Chile x Brasil. Paiva é credenciado pela Fifa e atua como assessor de imprensa da CBF. Após o jogo de ontem, jogadores chilenos o acusaram de ter acertado um soco no atacante chileno Mauricio Pinilla. "O que aconteceu foi que o chefe da imprensa de vocês acertou o nosso jogador, disse Maria José, funcionária do departamento de comunicação da Federação Chilena.

"Foi uma confusão generalizada, não foi algo só comigo", disse Paiva. "Só que o Pinilla veio para cima de mim e eu apenas me defendi. Reagi empurrando ele", explicou. A confusão já tinha começado dentro de campo, quando o juiz apitou o final do primeiro tempo. Fred e Gary Medel se estranharam e o caso acabou ganhando proporções maiores no caminho para o vestiário. Segundo a Fifa, Paiva "deu um soco" no chileno. Mas ainda assim vai poder entrar no estádio. Só não pode entrar no vestiário ou estar em campo. 

A Fifa confirma que ainda está avaliando o caso para saber se outros também serão punidos. Mas, já num primeiro momento, a decisão de suspender Paiva por um jogo ocorre por conta de sua expulsão durante o intervalo do jogo. "Ele foi expulso", declarou Delia Fischer, porta-voz da Fifa. Segundo ela, a CBF tem até 19 horas da terça-feira para apresentar sua defesa.

A Fifa pode punir outros envolvidos, ainda que uma sanção só prejudicaria o Brasil, que continua na competição. A entidade vai avaliar quem começou a briga e uma punição ainda vai levar em consideração o que ocorreu dentro ou fora de campo.  

PINILLA

Mauricio Pinilla, por meio de sua conta Twitter, criticou a posição da Fifa e chamou Paiva de "delinquente". "Exijo da Fifa uma sanção exemplar para Rodrigo Paiva igual ao que foi dada ao meu colega Luis Suarez. Isso é mais grave ainda. As imagens estão ai", disse.

"É um delinquente esse Paiva. Não se entende o castigo ridículo. Suárez por uma mordida arrisca sua carreira. Um chefe de imprensa uma partida por um soco na cara? Fifa?", questionou o chileno. "Uma partida para Rodrigo Paiva? Vergonha teriam de ter por esse delinquente fantasiado de terno", completou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.