JF Diorio/Estadão - 5/12/2013
JF Diorio/Estadão - 5/12/2013

Fifa tenta resolver impasse entre Palestina e Israel

Em viagem ao Oriente Médio, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, confirmou a intenção

AE-AP, Agência Estado

27 de maio de 2014 | 16h17

JERUSALÉM - Em viagem ao Oriente Médio, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse nesta terça-feira que espera resolver um conflito diplomático entre o futebol da Palestina e de Israel antes do início da Copa do Mundo.

A Federação Palestina de Futebol reclamou para ele que alguns de seus atletas têm sido impedidos pelo governo israelense de sair da Cisjordânia, governada pelo Fatah, e da Faixa de Gaza, esta controlada pelo grupo armado Hamas.

Como a Palestina hoje é reconhecida um "Estado não membro da ONU", a saída e a entrada de pessoas dos territórios palestinos é gerida por Israel. Blatter disse torcer para que um memorando de entendimento seja assinado entre as partes no Brasil, antes do início da Copa do Mundo. O documento teria validade de um ano, com a possibilidade de ser renovado em seguida.

Na última segunda-feira, Jibril Rajoub, o dirigente máximo da Federação Palestina, disse que, se as restrições a viagens não terminassem, ele acionaria a Fifa para que a entidade impusesse sanções contra a federação de futebol de Israel.

No passado, ele já tinha afirmado que pediria pela suspensão de Israel das competições. Outra reclamação é que o visto de entrada de equipes para jogar na Palestina demora para ser concedido.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFifaBlatterPalestinaIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.